Pulseira Hipanema

Ver vídeo

As fitas da Baía misturam-se com as lendárias pulseiras Copacabana e pedras quartzo com várias conchas. Estas pulseiras podem ser usadas aos pares ou mesmo três ao mesmo tempo. Quantas mais, mais alegria!

Categorias
Sexo
Tamanho
Cor

A Hipanema foi criada quando duas Parisienses se conheceram no Rio. Inspiradas pelas cores que viram durante as suas viagens, as duas jovens loiras de Paris decidiram trazer de volta algum "glamour" Brasileiro nas suas malas. Para além de ser um "must have" do verão de 2012, a bracelete Hipanema é um conceito revolucionário para todas as fashionistas que usam bijuteria nos seus pulsos. "Eu adoro usar muitas braceletes Brasileiras mas ter de atá-las e desatá-las uma a uma até se acabarem por partir tornou-se chato" diz a Delphine. "Depois de alguns anos torna-se difícil continuar a usar as fitas velhas e descoloradas e deixa de ser fácil de combiná-las com o guarda roupa" diz a Jenny. Foi assim que tudo começou... O fecho magnetizado muito chique oferece uma ótima alternativa às braceletes de férias. As fitas Brasileiras deixaram de ser uma chatice pós verão para se tornarem num verdadeiro acessório de moda étnico que anima a nossa roupa urbana. Feitas de pérolas, conchas e fios multicoloridos, as braceletes Hipanema vêm em 8 modelos diferentes.

1  2  Próximo 

A história da Hipanema começa com o encontro de duas raparigas parisiences, Delphine e Jenny, nas praias do Rio de Janeiro. Ambas as raparigas provinham de Paris e ficaram envolvidas numa conversa sobre as braceletes de missangas feitas à mão pelos moradores locais. Durante as suas conversas, as raparigas descobriram que tinham o mesmo problema com estas braceletes: Não era simples tirá-las. Não é suposto tirar as braceletes de missangas Brasileiras. Uma vez colocadas no pulso de uma pessoa, devem ficar lá para sempre. Infelizmente, as pulseiras desgastam-se muito rapidamente quando são constantemente usadas e têm eventualmente que ser cortadas para as retirar dos pulsos. Delphine e Jenny decidiram que quando voltassem a Paris inventariam uma bracelete que se pudesse tirar. O fruto do trabalho das raparigas é uma bracelete Brasileira com um fecho magnético. Este fecho é forte o suficiente para permanecer fechado na maior parte das circunstâncias mas pode ser facilmente aberto com um puxão. O nome Hipanema foi escolhido como uma combinação da palavra "hip" (anca em português) e a popular região do Rio de Janeiro, Ipanema. As braceletes são todas feitas à mão e a sua popularidade explodiu em 2011. Contudo, são extremamente difíceis de encontrar em lojas fora da Europa.